Que tal me enviar sua receita com uma bela foto para divulgá-la aqui no blog? É de GRAÇA! Mande o material para BLOGDABOACOMIDA@GMAIL.COM



quarta-feira, 10 de março de 2010

Mexidinho nosso de cada dia...

Que atire a primeira pedra quem nunca se rendeu ao famoso "mexidinho do dia seguinte"! Ah, qual é, a cesta básica subiu quase 3% (2,65% segundo o DIEESE) na capital paraense em janeiro de 2010, em comparação ao mesmo período do ano passado! Muitos gêneros alimentícios o Pará precisa importar! E você ainda vai jogar comida fora??

Em casa preparo mexidinhos (também apelidados "yakissobra" por muitos) com alguma regularidade. Até mesmo iniciantes na cozinha não vêem segredo. Pique os ingredientes, misture com ovos batidos numa frigideira com uma boa quantidade de manteiga, espere os ovos se solidificarem (e a manteiga temperar ainda mais o que quer que você tenha colocado na frigideira) e VOILÁ!

Mas seu mexidinho não precisa ser apenas desse jeito. Aqui vão algumas dicas (algumas caras, outras baratas) para você se alimentar bem em casa:
  • Carne moída: se sobrou carne moída (nosso picadinho em Belém), refogue 2-3 dentes de alho picados, 1/2 cebola e uma pitada de pimenta de reino (moída na hora) com uma generosa colher de manteiga (ou margarina, eu prefiro a Qualy, da Sadia - e não recebi nada por esse merchã, heim?). Quebre dois ou três ovos, misture-os numa tigelinha e acrescente ao refogado (onde já deverá estar o picadinho de ontem). Mecha até que os ovos fiquem firmes e despedaçados no meio dessa coalisão de sabores!
  • Bife: se sobrou bife, você pode imitar a receita acima, substituindo o picadinho por fatias finas da carne. Faça o mesmo com frango, se disponível, mas evite misturar carne (bovina, suína, de cordeiro etc) e frango na mesma preparação. Será um conflito tenebroso de sabores e quem perde é seu paladar!
  • Ingredientes: não desperdice cebolas, pimentões e/ou tomates em rodelas usados na preparação do dia anterior. Você pode guardá-los separados com o  molho em que a comida foi feita (se tiver) num recipiente tipo "ziploc" (de plástico com tampa) ou de vidro (também com tampa) para evitar qualquer cheirinho desagradável na sua geladeira (receber os amigos em casa e abrir uma geladeira fedorenta é uma vergonha, fuja disso!). Além disso, você diminui a quantidade de sal (já que os temperos anteriores já estão salgados).
  • Turbinando seu Mexidinho: existem algumas coisas que você pode comprar para melhorar seu mexidinho - isso vai até aumentar a quantidade de comida, o que pode ser um bom improviso no caso dos convidados de última hora para o almoço (se eles forem seus amigos não vão criticar seu mexidinho, e se criticarem, lembre-os que são eles que vieram pedir o favor de serem alimentados por você e não o contrário): você pode colocar cubinhos de presunto (cru ou refogado junto com os demais temperos, antes de colocar ovo); você pode colocar cubinhos de bacon (eu não ligo, mas monitore suas artérias); champignons e creme de leite (neste caso, esqueça o ovo; seu mexidinho vai virar uma espécie de "estrogonofe" popular) com um punhado de salsinha ou manjericão desidratados; se o seu mexidinho é de filé, que tal acrescentar cogumelos shitake cortados em fatias? Esses cogumelos já podem ser encontrados nos supermercados (cerca de R$ 10,00 o pote); no final do ano passado cheguei a encontrá-los no supermercado Nazaré da 14 de Março em Belém - mas não sei se ainda tem.
Enfim, tente essas combinações e depois me diga o que achou. E se quiser sugerir outras, poste aqui!
Ah, e sobre o mexidinho da foto, ele é um exemplo de como um simples detalhe faz a diferença. Trata-se de um mexidinho com bife, ovo, cebola, alho, pimentão, sal e pimenta do reino e... molho teriaky (comum na culinária oriental) que eu mesmo fiz! Gente, você não fazem idéia de quanto sabor esse prato ganhou, com o simples acréscimo do molho!!! Bom apetite!!!

Um comentário:

robertozahluth disse...

após a comida francesa (restô dontê), a comida russa (rozkovo), agora temos a comida japonesa (yakissobra), hehehehehehehe